Clássicos

Porque o Escort XR3 Conversível foi o carro mais querido do Brasil?

Escort XR3 Conversível
Foto: Divulgação/Auto Realidade

Entretanto, carros conversíveis não dão muito certo por aqui. Nos anos 70 tivemos o Karmann Ghia, Brasília, também tivemos os “fora de série”; Puma, Miura, MP Lafer, Ford Pinto, Santa Matilde, Delorean, dentre outros.

Lançamento

Mas em 1985 foi lançado o Ford Escort XR3 conversível. O projeto era Alemão mas a Ford delegou a Karmann Ghia para execução do mesmo em terras Tupiniquins. Nos anos 1980 esse carro foi o sonho de consumo dos jovens e hoje se tornou artigo raro de coleção. 

 Escort XR3 Conversível na praia
Foto: Divulgação/Tribuna do Norte

Era equipado com motor 1.6 CHT que gerava 82 CV de potência, deixando os amantes de velocidade e performance decepcionados. Entretanto é um ícone da esportividade dos anos 1980, seu volante pequeno proporciona reações rápidas e um bom diálogo entre máquina e condutor.

Veja também:

Reestilização do modelo

Escort XR3 Conversível
Foto: Divulgação/Motor Tudo

Em 1987 a linha Escort passou por uma reestilização (MK4), ganhando para choques envolventes, novas rodas de liga leve, novo painel, novas lanternas, volante, estofados, dentre outros. 

Mas só em 1989 com a presença da Autolatina (fusão entre a Volkswagen e a Ford), que o Escort ganhou o motor 1.8 AP melhorando consideravelmente sua performance.

E para tristeza dos entusiastas automotivos, em 1995 o Escort XR3 saía de linha; esse que já usava motor 2.0 AP com injeção eletrônica, mecânica similar a do Gol GTI.

Porque conversíveis não vingaram por aqui?

Escort XR3 Conversível
Foto: Divulgação/Motor Tudo

Há quem diga que conversíveis não se deram muito bem no Brasil por diversos motivos: 

Poderiam existir vazamentos de água pela capota no interior dos veículos, causando certo desconforto em usá-los em dias chuvosos. 

Também há quem diga que os conversíveis não deram certo devido a falta de segurança; ladrões poderiam arrombá-los facilmente, rasgando a capota de lona. Com isso se tornou um carro vulnerável para vândalos e delinquentes.

Este veículo se tornou tão querido dos Brasileiros que ganhou até miniatura, é um verdadeiro clássico Brasileiro que deixou saudades, inclusive famosos como o cantor Roberto Carlos amavam o Escort.

O XR3 fez parte de uma era de ouro dos anos 1980 e 1990 de carros que deixaram um legado, projetos que infelizmente jamais veremos novamente.

Ficamos por aqui com nosso saudosismo e paixão pelos antigos. Até a próxima pessoal, valeu!!

Autor:

Você pode gostar

Os comentários estão fechados.