Técnica

Volante vibrando pode não ser só roda empenada: porque rodar assim é perigoso?

volante vibrando
Foto: Fonte [Freepik]

Augusto de Souza – Publicado 20/06/2023 – 21h56

Existem várias razões pelas quais um volante pode vibrar, sendo o desalinhamento das rodas, os pneus desgastados ou desequilibrados, os freios danificados ou empenados, ou até mesmo problemas nas peças de suspensão

É importante abordar esses problemas o mais rápido possível, pois o volante vibrando de forma contínua pode causar danos adicionais ao veículo e tornar a condução instável. 

Ao identificar a causa raiz das vibrações, seja através de uma inspeção visual ou de uma visita a um mecânico qualificado, é possível corrigir o problema e desfrutar de uma condução suave e segura novamente.

Acompanhe este conteúdo para lhe ajudar a identificar quais problemas podem causar a vibração do volante do veículo.

VEJA TAMBÉM:

Por que rodar com volante vibrando é perigoso ao conduzir?

motorista dirigindo com volante vibrando
Foto: Fonte [Freepik]

Rodar com o volante vibrando pode ser perigoso ao conduzir por várias razões:

Controle comprometido: A vibração do volante pode afetar o controle do veículo. Quando o volante vibra intensamente, fica mais difícil manter as mãos firmes sobre ele, prejudicando a capacidade de resposta aos movimentos do volante. 

Isso pode dificultar o controle direcional do veículo, especialmente em situações de emergência ou manobras rápidas.

Fadiga do condutor: A vibração constante do volante pode causar fadiga ao condutor. O desconforto causado pela vibração contínua pode aumentar a fadiga do motorista, reduzindo sua concentração e tempo de reação. Isso pode levar a erros de direção e aumentar o risco de acidentes.

Desgaste excessivo de componentes: O volante vibrando pode indicar problemas nos componentes do veículo, como pneus desgastados ou desequilibrados, freios danificados ou peças de suspensão comprometidas. 

Se esses problemas não forem corrigidos, eles podem se agravar e levar a danos mais graves nos sistemas do veículo, aumentando o risco de falhas mecânicas durante a condução.

Menor aderência dos pneus: A vibração excessiva do volante pode afetar a aderência dos pneus à estrada. 

Quando os pneus estão desequilibrados, descalibrados ou desgastados de maneira irregular, a vibração pode agravar esses problemas, diminuindo a tração e a estabilidade do veículo. 

Isso pode resultar em uma redução da capacidade de frenagem e aderência nas curvas, aumentando o risco de derrapagens e perda de controle.

Portanto, é essencial abordar qualquer vibração no volante o mais rápido possível, identificando e corrigindo a causa subjacente. 

Isso não apenas melhora a segurança durante a condução, mas também preserva a integridade do veículo e proporciona uma experiência de direção mais confortável.

Principais causadores do volante vibrando

suspensão do carro
Foto: Fonte [Freepik]

Existem várias causas comuns de vibração no volante. Aqui estão alguns dos principais causadores:

Uma das principais causas do volante vibrando é o desalinhamento das rodas

O desalinhamento das rodas é uma das principais causas de vibração no volante. Quando as rodas não estão alinhadas corretamente, elas podem causar uma distribuição irregular do peso do veículo, resultando em vibrações perceptíveis no volante.

Pneus desgastados ou desequilibrados

Pneus desgastados irregularmente ou desequilibrados podem causar vibração no volante. 

À medida que os pneus se desgastam, a distribuição do peso pode ficar desigual, causando vibrações. 

Além disso, se os pneus estiverem desequilibrados, ou seja, se houver uma distribuição desigual de massa em torno da roda e do pneu, isso pode levar a vibrações perceptíveis.

Volante vibrando pode ser também problemas nos freios

Discos de freio danificados, empenados ou desgastados de maneira irregular podem causar vibrações no volante durante a frenagem. 

Isso ocorre porque os discos de freio desalinhados ou danificados podem fazer com que as pastilhas de freio entrem em contato irregular com os discos, gerando vibrações.

Problemas nas peças de suspensão

Peças de suspensão desgastadas ou danificadas, como terminais de direção, braços de controle e buchas, podem resultar em vibração no volante. Essas peças são responsáveis ​​por manter a estabilidade e o controle da direção, e quando estão comprometidas, podem gerar vibrações.

Juntas homocinéticas ou rolamentos danificados

As juntas homocinéticas, que fazem parte do sistema de transmissão, e os rolamentos das rodas, podem causar vibração no volante se estiverem danificados ou gastos. 

Essas peças são responsáveis ​​por transmitir a energia das rodas para o volante, e quando há problemas nelas, pode ocorrer vibração.

É importante ressaltar que essas são apenas algumas das causas comuns de vibração no volante e que cada caso pode exigir uma avaliação detalhada de um profissional qualificado para identificar o problema específico e fornecer a solução adequada.

O que fazer em caso de volante vibrando a 80 km/h ou mais?

carro em alta velocidade
Foto: Fonte [Freepik]

Se o volante do seu veículo tremer em alta velocidade enquanto você estiver dirigindo, pode ser um sinal de que algo está errado com seu carro. Aqui estão algumas medidas que você pode tomar nessa situação:

  1. Mantenha a calma: Mantenha uma atitude calma e evite reações bruscas. Isso ajudará você a manter o controle do veículo e tomar as medidas necessárias de forma segura.
  2. Reduza a velocidade gradualmente: Diminua a velocidade gradualmente, evitando frear bruscamente. A desaceleração suave pode ajudar a estabilizar o volante e controlar o veículo de maneira mais segura.
  3. Verifique os pneus: O tremor no volante pode ser causado por desgaste irregular ou desbalanceamento dos pneus. Verifique se há danos nos pneus ou se algum deles parece murcho. Se possível, pare em um local seguro e verifique a pressão dos pneus.
  4. Alinhamento das rodas: O desalinhamento das rodas pode ser outra causa do volante vibrando. Se você perceber um desgaste irregular dos pneus ou se tiver passado por algum impacto, pode ser necessário verificar e corrigir o alinhamento das rodas em uma oficina mecânica.
  5. Verifique os freios: Um sistema de freios com problemas pode causar vibrações no volante em alta velocidade. Se o tremor estiver relacionado à frenagem, é recomendável fazer uma inspeção completa do sistema de freios o mais rápido possível.
  6. Procure um mecânico: Se o problema persistir mesmo após verificar os itens mencionados acima, é importante levar o veículo a um mecânico qualificado. Um profissional poderá fazer uma avaliação mais precisa e identificar qualquer problema subjacente que precise ser corrigido.

Lembre-se de que a segurança é sempre a prioridade. Se você não se sentir confortável ou seguro para dirigir o veículo nessas condições, procure um serviço de reboque e leve-o a uma oficina mecânica.

Como tirar a vibração do volante?

mecânico analisando problemas do volante vibrando
Foto: Fonte [Freepik]

Se você está sentindo o volante vibrando no seu carro, o melhor é levá-lo a um mecânico profissional para um diagnóstico preciso. Aqui estão as etapas que o mecânico provavelmente seguirá:

Diagnóstico do volante vibrando

O mecânico provavelmente começará conduzindo um teste de condução para entender melhor a natureza da vibração. Isso também pode ajudar a determinar se a vibração ocorre em determinadas velocidades ou durante certas manobras, como virar ou frear.

Verificação dos pneus e rodas

A causa mais comum de vibração no volante está relacionada aos pneus e rodas. O mecânico pode verificar se os pneus estão inflados corretamente, se estão desgastados de maneira uniforme e se as rodas estão balanceadas corretamente. 

Problemas com os pneus ou rodas podem geralmente ser corrigidos com balanceamento, alinhamento ou substituição dos pneus.

Verificação dos componentes da suspensão

Se o problema não estiver nos pneus ou rodas, o mecânico pode verificar os componentes da suspensão do veículo, incluindo os amortecedores, molas e braços de controle. Problemas com esses componentes podem causar vibração no volante.

Verificação dos componentes do sistema de direção

Isso pode incluir a verificação do sistema de direção hidráulica ou elétrica, bem como as juntas universais e a coluna de direção.

Verificação dos freios

Em alguns casos, problemas com os discos ou pastilhas de freio podem causar vibração no volante.

Uma vez identificado o problema, o mecânico poderá fazer as correções necessárias para eliminar a vibração. 

Isso pode incluir o balanceamento ou substituição dos pneus, a substituição de componentes da suspensão ou do sistema de direção, ou a reparação ou substituição dos freios. 

Recomenda-se que você trabalhe com um profissional qualificado e de confiança para garantir que o trabalho seja feito corretamente e de maneira segura.

Conclusão

motorista dirigindo
Foto: Fonte [Freepik]

Rodar com o volante vibrando não só pode causar desconforto ao motorista, mas também é um sinal de que algo está errado com o veículo, podendo levar a problemas maiores se não for resolvido. 

A vibração pode indicar problemas com pneus, suspensão ou direção, que, se ignorados, podem causar desgaste excessivo dos pneus, danos aos componentes da suspensão e direção, e até falhas mecânicas. 

Leia mais: Top 05 melhores sites de compras e vendas de carros usados em 2023

Além disso, a vibração pode comprometer a capacidade do motorista de controlar o veículo adequadamente, aumentando o risco de acidentes.

Portanto, é importante corrigir o problema o mais rápido possível para garantir a segurança e a longevidade do veículo.

Perguntas Frequentes:

O que fazer se ocorrer trepidação no volante acima de 110km?

Se você sentir trepidação no volante acima de 110 km/h, siga estas etapas:
Mantenha a calma e evite frear bruscamente.
Reduza gradualmente a velocidade e encontre um local seguro para estacionar.
Verifique os pneus em busca de desgaste, danos ou deformidades.
Verifique o balanceamento das rodas e faça o ajuste, se necessário.
Verifique os freios em busca de discos empenados ou pastilhas desgastadas.
Verifique a suspensão do veículo em busca de amortecedores desgastados ou componentes soltos.
Se não puder resolver o problema sozinho, procure um mecânico qualificado.

Volante tremendo é perigoso?

Sim, um volante tremendo pode ser bastante perigoso. Isso porque pode ser um sinal de problemas sérios no seu veículo que podem afetar o seu controle e a capacidade de manobrar com segurança.

O que é trepidação na roda dianteira?

A trepidação na roda dianteira é um movimento irregular, geralmente sentido através do volante, que indica que há algo de errado com o sistema de direção ou suspensão do veículo. Em alguns casos, pode ser um problema nos pneus.

Augusto de Souza
Augusto de Souza: Ex funcionário do Grupo Fiat, hoje profissional da área de marketing digital, focado em estratégias de SEO, redator e apaixonado por carros. Frequenta eventos automobilísticos e estuda muito o mercado de automóveis. Adora escrever para o blog periodicamente trazendo tudo o que há de interessante no mundo automotivo para agregar aos leitores.

    Você pode gostar

    1 Comentário

    1. […] variedade de opções no mercado quando falamos de mármores e, basicamente, é você quem está no volante assumindo e determinando qual mármore é mais interessante para o seu ambiente, portanto, o poder […]

    Os comentários estão fechados.

    Mais em:Técnica