Dicas

Cuidados carros flex: como mudar de gasolina para álcool em carros flex e quais os cuidados que devemos tomar com este tipo de veículo?

cuidados carros flex: bomba de combustível
Foto: Fonte [Freepik]

Augusto de Souza – Publicado 17/06/2023 – 16h25

Além disso, o uso de etanol, um biocombustível, contribui para a redução das emissões de gases de efeito estufa.

Cuidados carros flex, quais devemos tomar? 8 dicas importantes que você precisa saber

motor flex carro
Foto: Fonte [Freepik]

Os carros flex são veículos que podem utilizar tanto gasolina quanto etanol como combustível. Para garantir o bom funcionamento e prolongar a vida útil do seu carro flex, é importante tomar alguns cuidados específicos. 

Aqui estão algumas dicas:

1 – Combustível de qualidade: Utilize combustível de boa procedência e de qualidade, seja gasolina, gasolina aditivada ou etanol. Prefira postos confiáveis e verifique se estão regularmente inspecionados.

2 – Mistura de combustíveis: É recomendado evitar a mistura de gasolina e etanol em um mesmo tanque. O ideal é utilizar um combustível por vez. Se necessário, faça a troca completa do tipo de combustível antes de abastecer novamente.

3 – Troca de óleo: Siga as recomendações do fabricante em relação à troca de óleo. Manter o óleo do motor em boas condições é essencial para o funcionamento adequado do veículo.

4 – Manutenção regular: Realize as revisões e manutenções periódicas recomendadas pelo fabricante do veículo. Isso inclui a verificação do sistema de alimentação, do sistema de ignição e das velas de ignição.

5 – Partidas a frio: Caso esteja utilizando etanol, evite dar partida no motor com o tanque vazio, pois o etanol tem uma maior volatilidade, o que pode gerar dificuldades na partida a frio.

6 – Cuidado com o sistema de injeção: Verifique regularmente o estado do filtro de combustível e do bico injetor, pois eles podem ser afetados pela qualidade do combustível utilizado.

7 – Armazenamento prolongado: Se você precisar deixar o carro parado por um longo período, é recomendado que você utilize um aditivo estabilizador de combustível para evitar a deterioração do etanol.

8 – Acompanhe o desempenho: Fique atento a possíveis mudanças no desempenho do veículo, como dificuldade na partida, perda de potência ou aumento no consumo de combustível. Caso perceba algo anormal, leve o carro a um mecânico especializado para uma avaliação.

É importante ressaltar que essas são apenas diretrizes gerais e que as recomendações específicas podem variar de acordo com o modelo e fabricante do veículo. Sempre

Como mudar de gasolina para álcool em carros flex?

cuidados carros flex: pessoa abastecendo carro
Foto: Fonte [Freepik]

Os carros flex foram desenvolvidos para operar com ambos os combustíveis, etanol e gasolina, sem necessidade de qualquer intervenção manual do motorista para mudar de um combustível para outro. 

VEJA TAMBÉM:

O sistema de injeção eletrônica do veículo detecta automaticamente a proporção de cada combustível no tanque e ajusta a operação do motor de acordo.

Portanto, para mudar de gasolina para etanol, basta abastecer o tanque com etanol na próxima vez que você for ao posto de combustível. Não é necessário esvaziar completamente o tanque de gasolina antes de adicionar o etanol. 

O carro ajustará automaticamente a operação do motor para lidar com a nova mistura de combustível.

A regra dos 70% de comparação dos combustíveis é verdade ou um mito?

cuidados carro flex: bomba de combustíveis
Foto: Fonte [Freepik]

A “regra dos 70%” é comumente usada no Brasil para determinar se é mais econômico abastecer com etanol ou gasolina em um veículo flex. A regra diz que, se o preço do etanol for menor que 70% do preço da gasolina, então é mais econômico abastecer com etanol.

Essa regra baseia-se na eficiência energética desses dois combustíveis. Em geral, a gasolina fornece cerca de 30% mais energia por litro do que o etanol. Portanto, se o preço do etanol for menor que 70% do preço da gasolina, teoricamente você terá mais quilômetros por real gasto abastecendo com etanol.

Porém, a regra dos 70% não é perfeita. A eficiência energética real pode variar dependendo do veículo específico, das condições de condução e de outros fatores. 

Além disso, o etanol tem outros benefícios, como ser um biocombustível renovável que gera menos emissões de gases de efeito estufa. Portanto, alguns motoristas podem preferir usar etanol, mesmo quando não é a opção mais econômica de acordo com a regra dos 70%.

Cuidados carros flex: o que fazer quando carro flex não reconhece combustível?

partida em veículo
Foto: Fonte [Freepik]

Se um carro flex não está reconhecendo o combustível corretamente, ele pode apresentar problemas como dificuldade para dar a partida, especialmente em climas frios, consumo excessivo de combustível e diminuição do desempenho do motor. 

Isso geralmente acontece quando o sensor de combustível do veículo, também conhecido como sonda lambda, está com defeito ou não consegue identificar a proporção correta de etanol para gasolina.

Aqui estão algumas etapas que você pode seguir se enfrentar esse problema:

  1. Verifique o sensor de combustível (sonda lambda): Se o sensor estiver sujo ou danificado, pode não estar funcionando corretamente. Você pode precisar limpá-lo ou substituí-lo.
  2. Abasteça com um único tipo de combustível: Às vezes, abastecer com um único tipo de combustível (somente gasolina ou somente etanol) por um tempo pode ajudar o sistema a recalibrar. No entanto, lembre-se de que isso pode não resolver o problema a longo prazo se houver uma falha de hardware.
  3. Leve o veículo a um profissional: Se o problema persistir, pode ser necessário levar o carro a um profissional para diagnóstico e reparo. Um mecânico ou técnico de automóveis será capaz de verificar o sistema de injeção de combustível, incluindo o sensor de combustível, e realizar os reparos necessários.
  4. Acelere ao dar partida: Uma opção válida é acelerar o veículo ainda desligado e dar partida na chave até funcionar, pise no acelerador até o fundo e dê partida no carro.

Lembre-se de que ao tomar estes cuidados carros flex, é importante lidar com problemas de reconhecimento de combustível rapidamente para evitar danos potencialmente graves ao motor ou ao sistema de injeção de combustível do veículo.

Carros flex que usam só um tipo de combustível podem apresentar falhas ao ligar após abastecido com outro combustível

mulher ligando carro
Foto: Fonte [Freepik]

Os carros flex, como o próprio nome indica, são projetados para operar com flexibilidade, usando gasolina, etanol, ou uma mistura dos dois. O motor e o sistema de injeção eletrônica são projetados para ajustar a operação do motor com base no tipo e proporção de combustível usado.

No entanto, se um veículo flex for consistentemente abastecido com um único tipo de combustível durante um longo período, o sistema de injeção pode se “acostumar” a esse tipo de combustível. 

Isso significa que, quando um tipo diferente de combustível é introduzido, pode levar algum tempo para que o sistema de injeção se ajuste à nova mistura de combustível. 

Durante esse tempo, o motor pode “engasgar” ou funcionar de forma irregular, e o veículo pode ter problemas para dar a partida, especialmente em climas frios.

Essa situação pode ser particularmente comum se um veículo que foi abastecido exclusivamente com gasolina for subitamente abastecido com etanol. 

O etanol tem características diferentes da gasolina, como um ponto de ignição mais baixo, e o motor pode precisar de algumas partidas para se ajustar ao novo combustível.

A melhor maneira de evitar esse problema é alternar periodicamente entre gasolina e etanol, o que permite que o sistema de injeção do veículo se mantenha adequadamente “calibrado” para ambos os tipos de combustível. 

No entanto, se você enfrentar esse problema, uma solução temporária pode ser abastecer com uma mistura de gasolina e etanol até que o sistema de injeção se ajuste. Se o problema persistir, um profissional de automóveis deve ser consultado.

Qual a melhor opção para abastecer um flex?

cuidados carros flex: posto de gasolina
Foto: Fonte [Freepik]

A melhor opção para abastecer um veículo flex (flexfuel) pode depender de vários fatores, incluindo o preço dos combustíveis, a eficiência do combustível no seu veículo específico, suas preferências pessoais e as condições ambientais.

Preço dos Combustíveis: No Brasil, uma regra comum é a “regra dos 70%”. Se o preço do etanol for menos de 70% do preço da gasolina, pode ser mais econômico abastecer com etanol. 

Isso ocorre porque o etanol contém cerca de 30% menos energia por litro do que a gasolina, então, para obter o mesmo rendimento, você precisa de mais etanol.

Eficiência do Combustível: Além disso, a eficiência do combustível pode variar de carro para carro. Alguns carros podem ser mais eficientes com gasolina, enquanto outros podem funcionar melhor com etanol. 

Portanto, é uma boa ideia prestar atenção ao consumo de combustível do seu veículo com ambos os combustíveis para tomar uma decisão informada.

Condições Ambientais: As condições climáticas também podem desempenhar um papel. Em climas mais frios, os carros podem ter dificuldade para dar a partida com etanol, portanto, a gasolina pode ser a melhor escolha.

Impacto Ambiental: O etanol é um biocombustível, que é mais sustentável e resulta em menos emissões de CO2 em comparação com a gasolina. Portanto, algumas pessoas podem preferir usar etanol por razões ambientais.

Em suma, a melhor opção para abastecer um veículo flex pode variar dependendo das circunstâncias. É importante considerar todos esses fatores ao tomar sua decisão.

Qual a durabilidade do motor flex?

motor de carro flex
Foto: Fonte [Freepik]

Quando falamos em cuidados carros flex, a durabilidade de um motor flex (flexfuel) é semelhante à dos motores convencionais, desde que sejam devidamente mantidos e cuidados. 

As diferenças entre gasolina e etanol não devem afetar significativamente a vida útil do motor, pois os motores flex são projetados para lidar com ambos os combustíveis.

A manutenção regular é crucial para a longevidade do motor, independentemente do tipo de combustível usado. Isso inclui trocas de óleo regulares, manutenção do sistema de injeção de combustível, verificação de velas de ignição, entre outras coisas.

As condições de condução também podem ter um impacto na vida útil do motor. Por exemplo, dirigir frequentemente em condições de tráfego pesado ou em estradas de mau estado pode levar a um desgaste mais rápido do motor.

Além disso, vale ressaltar que a escolha do combustível pode afetar outros componentes do veículo. Por exemplo, o etanol pode ser mais corrosivo para certos materiais do que a gasolina. No entanto, os veículos flex são geralmente construídos com materiais resistentes ao etanol para evitar esse problema.

Em suma, com a devida manutenção e cuidados carros flex ideais que são tomadas, um motor flex deve durar tanto quanto um motor que funciona exclusivamente com gasolina ou diesel

As diferenças na durabilidade do motor são geralmente mais atribuíveis aos cuidados carros flex e manutenção do veículo do que ao tipo de combustível usado.

Somente usar etanol prejudica o motor do veículo?

cuidados carros flex: mulher abastecendo seu carro
Foto: Fonte [Freepik]

O uso exclusivo de etanol em veículos flex, por si só, não prejudica o motor. Os veículos flex são projetados para funcionar com etanol, gasolina ou uma combinação de ambos. No entanto, existem algumas considerações importantes.

O etanol é um combustível que possui propriedades de limpeza, o que significa que ele pode remover depósitos de carbono e outras impurezas do motor. 

Isso é geralmente benéfico, mas se houver uma grande quantidade de depósitos no motor (como pode ser o caso em veículos mais antigos que foram abastecidos principalmente com gasolina), o etanol pode remover esses depósitos rapidamente, o que pode levar a problemas de filtro de combustível e de linha de combustível.

Além disso, o etanol pode ser mais corrosivo para certos componentes do sistema de combustível do que a gasolina. No entanto, os carros flex são construídos com materiais que são resistentes ao etanol, por isso isso geralmente não é um problema.

Outro ponto a considerar é que o etanol possui menos energia por litro do que a gasolina, o que significa que você terá um menor rendimento em termos de quilômetros por litro.

Finalmente, em climas mais frios, veículos que foram abastecidos com etanol podem ter dificuldades ao dar a partida, já que o etanol tem um ponto de evaporação mais alto do que a gasolina. Isso significa que é mais difícil para o etanol evaporar em temperaturas frias, o que é necessário para a ignição.

Não é prejudicial usar apenas etanol em um veículo flex, mas é importante estar ciente desses fatores. 

Manter uma boa manutenção do veículo e alternar entre gasolina e etanol de tempos em tempos pode ajudar a evitar possíveis problemas.

Cuidados carros flex: conclusão

cuidados carros flex: bocal de combustível do veículo
Foto: Fonte [Freepik]

Os veículos flex, capazes de operar com gasolina, etanol ou uma combinação de ambos, oferecem uma flexibilidade significativa para os motoristas. 

Eles permitem que os usuários alternem entre diferentes tipos de combustíveis, baseando-se em variáveis como preço, disponibilidade e impacto ambiental.

No entanto, o uso exclusivo de um único tipo de combustível pode resultar em desafios específicos, como dificuldades na partida em climas frios com etanol ou potenciais problemas de filtro e linha de combustível. 

Leia mais: Carros no fundo do oceano: cargueiro pega fogo e mais de 4.000 carros afundam no mar

Ainda assim, esses problemas podem ser gerenciados por meio de manutenção regular e conscientização das características do combustível utilizado.
Gostou do conteúdo informativo do Velozes e Curiosos?

Compartilhe-o com seus amigos, esta informação é importante para proprietários de carros flex e que têm as mesmas dúvidas que você.

Augusto de Souza
Augusto de Souza: Ex funcionário do Grupo Fiat, hoje profissional da área de marketing digital, focado em estratégias de SEO, redator e apaixonado por carros. Frequenta eventos automobilísticos e estuda muito o mercado de automóveis. Adora escrever para o blog periodicamente trazendo tudo o que há de interessante no mundo automotivo para agregar aos leitores.

    Você pode gostar

    Os comentários estão fechados.

    Mais em:Dicas